Diretor da CBF explica calendário da próxima temporada e promete um equilíbrio para 2022

Diretor da CBF explica calendário da próxima temporada e promete um equilíbrio para 2022

Publicado por Brasil Vegas, 26/08/2020

O calendário da próxima temporada do futebol brasileiro, divulgado pela CBF, recebeu diversas críticas durante a semana pela falta de um intervalo entre o fim do Campeonato Brasileiro deste ano e o início das competições estaduais do ano que vem. O diretor da entidade, Manoel Flores, explicou que as movimentações necessárias entre os clubes acabaram obrigando a programação a ser estabelecida desta maneira.

As federações estaduais entendem que produto mais enxuto, com jogos mais decisivos, são mais relevantes do ponto de vista mercadológico e comercial. Então esse processo de enxugar, reduzir, vem ocorrendo desde 2013, quando tínhamos 23 datas na ocasião. Depois, foram 21, 19, 18... este ano de 2021 seria o primeiro com 16 datas. Então, a prioridade da CBF é traduzir em calendário os compromissos contratuais assinados pelos clubes. Que são de extrema relevância para a sobrevivência deles”, ressaltou o diretor.

O dirigente também comentou sobre a paralisação em função da pandemia, que acabou causando um atraso de 98 dias no início da Série A do Brasileirão, acarretando algumas dificuldades para a conclusão da temporada. Porém, Manoel prometeu melhorias para 2022.

Esperamos que, após entregar 2020 e 2021, consigamos equilibrar calendário em 2022 para a gente ter no futuro calendário cada vez melhor. O que, obviamente, em decorrência dos cinco meses de interrupção, não será possível para os próximos dois anos. E teremos que todos fazer grande esforço para entregar as duas temporadas com os compromissos contratuais ali previstos”, disse Flores.

Ainda na participação no podcast Rodada Tripla, de Amanda Kestelman, Ana Thais Mattos e Barbara Coelho, Manoel Flores citou sobre a conciliação com as datas FIFA, que não conseguiu escapar do embate com a Copa América na agenda brasileira. Além disso, ele comentou sobre as mudanças feitas pela CBF nas premiações e no formato das competições nacionais e valorizou o Brasileiro.

Brasileiro é um grande produto. Ano passado bateu recorde de média de público. Tem imprevisibilidade de quem vai ser o campeão. Isso é o grande desejo das grandes ligas mundo afora e nós conseguimos. A preocupação com o produto é uma constante. Temos feito melhorias, ano após ano no calendário. Este ano divulgamos que iriamos preservar as datas Fifa, as 10. Conseguimos fazê-lo, mas veio a pandemia e foram cinco meses de interrupção no calendário. Infelizmente não conseguimos cumprir o que estava previsto”, concluiu o diretor.

Cassinos em Destaques

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Melhores Cassinos

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Últimos Artigos

Melhores Jogos

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Já possui conta?

Fechar

Entre com seus dados de login

Nome de usuário

Senha

Cadastre-se

Faça agora seu cadastro para ter acesso a conteúdos exclusivos!

Nome de usuário

Senha

Nome completo

CPF

E-mail

Telefone com DDD

Usuário no YouTube (opcional)

Usuário na Twitch (opcional)

Data de Nascimento

PIX

Copyright © 2022 | info@brasilvegas.com | @brasilvegasoficial