Shooto Brasil retorna depois de quatro meses com dez lutas em card da solidariedade

Shooto Brasil retorna depois de quatro meses com dez lutas em card da solidariedade

Publicado por Brasil Vegas, 28/07/2020

Paralisado em função da pandemia, o Shooto Brasil realizou seu evento de retorno depois de quatro meses com todas as medidas necessárias contra o coronavírus no Rio de Janeiro neste domingo. O protocolo especial foi criado pela Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) e o card da solidariedade contou com dez lutas.

No coevento principal, Rangel Anaconda foi campeão no peso-super-leve (até 74kg) depois de um golpe do adversário Ary Santos. Não podendo ser campeão se vencesse a luta por ter ficado acima do peso, Santos ergueu o paraense e emplacou uma queda. Depois de bater a cabeça e ficar inconsciente, o árbitro decretou o fim da luta e Anaconda ficou com o cinturão dos super-leves.

Já pela luta principal, Fabrício Negão dominou quase todo o primeiro round, mas acertou uma joelhada na cabeça de Thiago Manchinha, fazendo um golpe ilegal. O piauiense foi desclassificado, mas ainda levou o cinturão porque Manchinha não bateu o peso necessário da categoria, de até 70,3kg.

Além disso, todos os competidores e envolvidos na competição passaram pelo teste rápido de Covid-19 no dia da pesagem. A entidade ainda forneceu máscaras para todos os atletas e treinadores e eles foram obrigados a utilizá-las o tempo todo, a exceção foi a hora da luta. Seguindo mais protocolos, todos os ambientes estavam sendo higienizados e o distanciamento social estava sendo exigido. Não houve presença de público e nem de imprensa.

Confira os resultados oficiais do Shooto Brasil Solidariedade:

  • Thiago Manchinha venceu Fabrício Negão por desclassificação aos 4m59s do R1
  • Rangel Anaconda venceu Ary Santos por nocaute a 1m53s do R1
  • Adercino Marmita venceu Victor Romero por nocaute a 1m51s do R1
  • Wendel Almeida venceu Felipe Selvagem por decisão unânime
  • Cleiver Fernandes venceu Pedro Martins por decisão unânime
  • Victor Bulldoguinho venceu Wilherson Jackson por nocaute técnico aos 3m49s do R1
  • Leandro Mun-Rá finalizou Diego Barcelos com uma chave de braço aos 3m03s do R1
  • Renan de Oliveira venceu Luiz Felipe Lopes por decisão unânime
  • Keweny Leão venceu Jaciel Lima por nocaute aos 3m20s do R1
  • Tina Black venceu Karen Thalita por nocaute técnico aos 2m12s do R1

Cassinos em Destaques

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Melhores

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Últimos Artigos

Melhores Jogos

Somente novos usuários - Aplica-se T&C

Já possui conta?

Fechar

Entre com seus dados de login

Nome de usuário

Senha

Cadastre-se

Faça agora seu cadastro para ter acesso a conteúdos exclusivos!

Nome de usuário

Senha

Nome completo

CPF

E-mail

Telefone com DDD

Usuário no YouTube (opcional)

Usuário na Twitch (opcional)

Data de Nascimento

PIX

Copyright © 2022 | info@brasilvegas.com | @brasilvegasoficial